«

»

set 03

Chapa majoritária do PV/SP e deputados do PV Diversidade assinam termo de compromisso da ABGLT

pvmunicipal

Os candidatos do Partido Verde em São Paulo, Silvetty Montilla (deputado estadual 43077), André Pomba (deputado federal 4396), Kaka Werá (senador 430), Gilberto Natalini (governador 43) e também Eduardo Jorge (presidente 43) assinaram o termo de compromisso da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais). No Ceará o candidato a deputado estadual Thiago Costa (43113) também assinou ao termo.

Sendo assim, a chapa completa de majoritários do Partido Verde em São Paulo, incluindo os dois candidatos a deputado do PV DIversidade, já assinaram o termo da ABGLT, em cujo documento foram inclusas as principais bandeiras de luta do movimento nos segmentos como Saúde, Educação, Segurança Pública e muitos outros.

Natalini e Eduardo Jorge já haviam sido os primeiros candidatos a assinarem um termo de compromisso com a população LGBT ainda em março de 2014.

ABGLT lança plataforma política para eleições de 2014

Com o objetivo de buscar um comprometimento maior dos presidenciáveis a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais (ABGLT) faz o lançamento de sua plataforma política para as Eleições 2014. O documento foi criado após uma consulta em Redes Sociais no período de junho e julho.

A maior entidade representativa da América Latina e Caribe também busca pautar os candidatos majoritários e ao parlamento em todas as unidades federativa do Brasil, a sensibilizarem e incluírem as reivindicações das pessoas LGBT.

De acordo com Carlos Magno Fonseca presidente da ABGLT, neste documento foram inclusas as principais bandeiras de luta do movimento nos segmentos como Saúde, Educação, Segurança Publica e muitos outros. Ele afirma que o manifesto foi criado para estabelecer compromissos dos candidatos e orientar a população LGBT para votar em políticos que realmente comprometidos com o movimento. “O momento eleitoral é muito importante para nossa população e para o país. Precisamos votar em candidatos que estejam realmente do nosso lado e defendam a pauta do movimento e só assim conseguiremos eleger mais candidatos comprometidos com as pessoas LGBT e com defesa dos Direitos Humanos”, declara Magno.

Para as Eleições 2014 a ABGLT inova em sua forma e em seu conteúdo: o sistema online de assinatura dos termos de compromisso, que permite ao candidato optar com quais pontos ele pretende aderir. Em termos de conteúdo além exibir a agenda pela cidadania LGBT e as ações colaborativas LGBT, contendo temas gerais como a reforma política, democratização das comunicações, descriminalização do aborto, redução de danos, fruto das resoluções do V Congresso Nacional da ABGLT, que aconteceu de 22 a 25 de maio de 2014, em Niterói – RJ, e também das contribuições feitas através das redes sociais em consulta pública.

Segundo Vinicius Alves da secretaria de movimentos sociais da ABGLT, um novo momento político demanda inovações nas formas de disputar a política. “A nossa plataforma esse ano representa a nova síntese que a entidade e outras organizações tentam propor a democracia brasileira. Uma síntese laica e republicana, que não opera pela obstrução de direitos, mas sim pelo fortalecimento da afirmação e reparação histórica”, diz o secretário.

Uma grande mobilização esta sendo preparada pela ABGLT para coletar as assinaturas. Segundo a vice-presidente Guilhermina Cunha a entidade vai criar grandes eventos com o objetivo de organizar atos de assinatura da Plataforma pelo país, mobilizando candidaturas, universidades, ativistas, pessoas e organizações. “Já compreendemos hoje enquanto movimento e pessoas LGBT que a sexualidade e o gênero são construídos na relação com o outro, a nossa agenda política também precisa refletir isso. E, fortalecer na articulação e composição com outras agendas importantes a nosso processo democrático”, conclui.

As assinaturas serão divulgadas no site (www.abglt.org.br), fanpage ( www.facebook.com.br/abgltdeluta ) da ABGLT, além do mailing de mais de 310 organizações LGBT afiliadas em todos os estados e territórios do país.

1 comentário

  1. SABSN

    GOSTARIA DE OBTER INFORMAÇÕES SOBRE COMO OS PREFEITOS DO PARTIDO DEVEM AGIR COM RELAÇÃO A APP E OU APA. POIS EM BOM JESUS DOS PERDÕES A PREFEITURA ESTÁ LOTEANDO AS NOSSAS, POR SERMOS ADMINISTRADOS PELO PARTIDO DEVEMOS ACREDITAR QUE ASSIM É LEGAL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ nove = 10

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>