«

»

abr 28

Saiba como foi o Seminário de Diversidade Sexual e Sustentabilidade em Catanduva

fotofinal

A Fundação Verde Herbert Daniel promoveu no último sábado, dia 26 de abril, em Catanduva o terceiro Seminário de Diversidade Sexual e Sustentabilidade, proposto pelo ativista André “Pomba”. O seminário aconteceu na Câmara Municipal no centro da cidade e teve a organização de Sérgio Martucci Júnior (PV Itajobi) e de Vasco Gama e Junior Carvalho do Grupo Reveja. O seminário com ampla cobertura da imprensa local, teve o público recorde de 50 pessoas, duração de 5 horas e teve os seguintes paineis: Gestão Pública, Sustentabilidade, Militância LGBT e de Travestis & Transexuais.

O gestor Paulo Tetti, da Assessoria Especial de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual, vinculada à Secretaria de Articulação Institucional e da Participação Popular de Araraquara, abriu os trabalhos falando de todas as políticas que têm implantado na cidade. Foram citadas a própria criação da assessoria, do dia municipal de luta contra a homofobia, criação do protocolo de atendimento, o disque denúncia homofobia, o dia da visibilidade trans, a participação no Câmara em Debate e Sessão Cidadã, a exposição T da Questão e Homofobia Fora de Moda, ação no Dia Mundial de Luta contra a AIDS, capacitação de funcionários públicos, lei do nome social e o Concurso Miss Gay e Miss Trans.

Para falar sobre as especificidades do segmento de travestis e transexuais, a assistente social e coordenadora Geral do Instituto Aphroditte, Fernanda de Moraes, inicialmente passou um video explicativo sobre a vida de travestis e transexuais. Posteriormente falou da sua experiência pessoal, da infância em Manaus, do abandono da faculdade de medicina e da necessidade de se tornar uma profissional do sexo para seu sustento. Também comentou sobre sua vinda a São Paulo, a conscientização e entrada na militância LGBT e retomada dos estudos. Citou explicações a respeito a diferença entre homofobia e transfobia, incluindo o preconceito em relação ao uso do banheiro feminino e do constrangimento pela não adoção do nome social em documentos.

O coordenador do GADVS (Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual) e advogado constitucionalista, Paulo Iotti, fez um explanação geral sobre direitos LGBT. Paulo falou sobre casamento homoafetivo, união civil e da histórica decisão do STF que deliberou favoravelmente a essa demanda. Também discorreu sobre mudança de nome e sexo de travestis e transexuais e da Lei de Identidade de Gênero e o quanto isso facilitaria a vida de travestis e transexuais, principalmente na obtenção de documentos sem a necessidade de recorrer à justiça como é hoje. Sobre a Lei Anti-Homofobia (Lei Estadual Paulista n.º 10.948/01), explicou como enfrentar casos de discriminação homofóbica e transfóbica com base nesta lei. Finalizou falando da necessidade de uma lei que criminalize a homotransfobia e do triste apensamento da PLC122 para ser discutida na reforma do código penal.

Para introduzir o tema de sustentabilidade, André “Pomba”, citou a necessidade de pautar a comunidade LGBT a respeito destes assuntos e que este seminário visava esclarecer um pouco mais sobre esta bandeira. Abriu explicando sobre o tripé da sustentabilidade e dos desafios do milênio e chamou para discussão dos problemas locais, o vereador Enfermeiro Ari (PV). Ari falou dos desafios ambientais de Catanduva, entre eles a necessidade urgente do tratamento do esgoto e despoluição da bacia do Rio São Domingos e o quanto isso prejudica o crescimento da cidade.

Por último foi feita uma interessante roda de papo papo, mediada pelo conselheiro municipal LGBT de São Paulo e coordenador do PV Diversidade, André “Pomba”. Nela, os participantes puderam se aprofundar nas questões que foram trazidas pelos palestrantes, bem como esclarecer as dúvidas das falas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


5 − três =

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>